No Brasil, manifestações sobre quarentena caem 21% em meio a pico de mortes por COVID-19

Esse artigo faz parte da série Coronavírus.

O avanço no número de mortes no Brasil por COVID-19 foi a principal notícia no país na última semana, inclusive com o recorde de mortes diárias registrado no dia 06/06/2020 (1.473 em 24 horas).

Esse aumento, no entanto, não somente não evitou que estados e municípios flexibilizassem as regras de isolamento social e quarentena para conter a propagação do vírus no país, como também mudou a percepção das pessoas sobre a importância da medida sanitária nos debates virtuais sobre o tema.

A plataforma Daoura Insights detectou que as manifestações e interações em redes sociais e notícias sobre a quarentena e temas relacionados (como distanciamento e isolamento social) registraram queda de 21% na segunda quinzena de Maio em relação aos primeiros 15 dias do mês, enquanto o número de mortes pela doença aumentaram 81% no mesmo período.

A tendência para os próximos dias, calculada pela plataforma, aponta para queda na quantidade de manifestações sobre quarentena, enquanto a expectativa para o número diário de mortes é de aumento.

Leia outros artigos da série Coronavírus.